Terça-feira, 16 de Maio de 2006

Um arrepio de filme

Estar a viver sozinha tem-me feito pensar muito, tem-me feito ver aquilo que gosto, aquilo que é importante para mim, aquilo que merece mais tempo, tenho visto com outros olhos tanta coisa boa mesmo aqui ao pé de mim que não sabia que existia. Estar a viver sozinha, passar alguns dias sem falar com ninguém pessoalmente, sem ver caras conhecidas obriga-me a dedicar-me mais a mim, a pensar em mim, a olhar para mim. Isso tem sido muito bom.

Ontem estive a ver o SAW I e II. Devo dizer que a pessoa que preparava tudo aquilo era um génio. Ele só podia ser acusado de rapto, os assasinos... bem... esses eram as próprias vítimas. Ele põe as pessoas entre a espada e a parede e aí confronta-as com o amor que têm por elas próprias, á vida delas. É dificil estar a explicar o imenso conteúdo genial que esses dois filmes transmitem, só vendo e interpretando, cada um á sua maneira. Desde que vi os filmes que me questiono várias vezes se sou merecedora da vida, será que a aproveito, será que dou a importância suficiente á minha vida? O Jigsaw (o génio) pega no pior defeito de cada pessoa e transforma-a num jogo, onde essa pessoa é obrigada a jogar obedecendo sempre ás regras.
Um exemplo, a Amanda, uma, ou a única que passou no teste, ela era drogada, menosprezava a própria vida, até que o Jigsaw a obrigou jogar o jogo dele. "Tens uma máscara de ferro na cabeça, ela está cronometrada, ao fim de X tempo ela será accionada e partirá o teu crânio, a única maneira de a tirares é procurares a chave para a abrires. Para te ajudar vou-te dar uma pista, a chave está dentro da barriga do cadáver do teu namorado (que afinal estava vivo). Tens uma faca para te ajudar."

Devo dizer que é dos melhores filmes que já vi e dos filmes que mais exitei ver, pois diziam-me que ele era muito forte. De facto, aconselho ás pessoas mais sensíveis para não os verem, apesar das partes fortes serem só 3 ou 4 (as que me impressionaram mais).  O filme leva-nos a pensar naquilo que seriamos capazes de fazer pela própria vida e pela vida de quem mais amamos. Já agora não se esqueçam, é apenas um jogo.

Publicado por amff às 19:16
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Ana a 17 de Maio de 2006 às 10:16
Já vi os filmes, e realmente são fantasticos. Mas não os vi sozinha, isso não.

E tu, como estás? Como está a tua mãe?

Vais ver que esse tempo que agora tens para ti, é precioso. Aproveita-o da melhor maneira.

Sabes uma coisa? Gostava de te conhecer pessoalmente, talvez um dia, quem sabe!!!

Beijinhos


Comentar post

.Mais sobre mim...

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Recentes

. Mais um dia

. Não dá para acreditar

. Está dificil?

. Quem me dera poder parar ...

. Uma semana linda

. Um passo importante mas c...

. Um dia nulo

. Novamente hipnotizada

. Um sonho de noite

. A minha tristeza

.Arquivo

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

SAPO Blogs

.subscrever feeds