Domingo, 18 de Junho de 2006

Mais um dia

Há tanta coisa que acontece e que preferiamos voltar atrás para remediar, porque nos apercebemos que afinal as coisas não são bem assim, ou porque poderiam ser melhores. Mas afinal, tudo tem os seus altos e baixos.

Hoje o dia no trabalho foi stressante, domingo... já se sabe, vai tudo ás compras. Depois o que me chateia é que saio sempre 10/15min depois da minha hora de sair. Para a porcaria que ganho... não penso ficar lá muito tempo... não compensa.

Tenho saudades do André, sinto-me sempre tão bem quando ele vem para cá passar uns diazinhos, pena que agora até ao fim do mês é só aos fins de semana.

Ele faz-me bem, faz-me sentir segura e amparada. Tem uma parte muito importante na minha vida e é dono de uma grande parte do meu coração.

Terça-feira, 13 de Junho de 2006

Não dá para acreditar

Ontem foi o meu primeiro dia de trabalho. E hoje é o segundo. E hoje é também feriado. O André hoje não vai trabalhar, nem veio ter comigo. O meu horário é das 18h ás 22h e ele a esta hora ainda está a dormir. Ontem foi para as marchas com os 'amigos', o tiago, o ivo e mais não sei quem. Só chegou a casa por volta das 4h da manhã. Sei, porque ás 9h30 eu telefonei-lhe a perguntar quando é que vinha e para o acordar. Ele disse que se eu ia trabalhar ele tinha que se vir embora ás 17h e então não valia a pena, porque pensava também que nós iamos á praia (quando está mais para chuva do que para sol). Estou mesmo chateada, porque mesmo que ele aparecesse aqui ás 11h da manhã, estavamos juntos 6h. Não chega? É pouco? Agora digo eu, antes 6h do que nenhuma, que é o que vai acontecer por causa dele. E o pior é que desculpou-se com o meu horário de trabalho, para ficar a dormir até ás tantas e sabe-se lá mais o quê.

Estou bastante desiludida com esta opção dele. Quando ele começou a trabalhar eu nem referi o facto de deixarmos de ter as quartas feiras á tarde, porquê? porque ele estava a trabalhar. Isto é indecente. Se não estamos juntos não é porque eu não posso, é porque ele não quer.

Segunda-feira, 12 de Junho de 2006

Está dificil?

Não entendo porque é que o André me empurra sempre para a maria joão. Aliás, não entendo porque é que a maria joão se encosta tanto. É dificil perceber que ela já não me diz nada? Eu só tenho pena dela, mais nada! A única coisa que pode acontecer aqui no meio é ela armar-se em esperta outra vez e eu, sem o mínimo problema ir-lhe á boca!!! O que é que isso tem de especial e de tão complicado?

Eu agora estou com outra postura, estou mais segura de mim e estou-me a lixar para os outros. Se me fizerem mal eu não fico triste, fico com raiva, e a seguir á raiva fico aliviada por me ter (concerteza) vingado, só isso.

Publicado por amff às 00:04
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 2 de Junho de 2006

Quem me dera poder parar o tempo

Por vezes sinto-me angustiada. Ás vezes sinto uma invasão de solidão, algo vertiginoso que me corta a respiração e me deixa em lágrimas. É estranho, mas tudo isto é consequência de tudo o que tem estado a acontecer. Posso dizer, viver sozinha não é nada agradável, ou até pode ser, mas não quando não se tem nada para fazer todo o dia, todos os dias.

A única coisa que me dá alento é o André vir cá passar alguns dias comigo, vir dormir aos fins de semana, aliás, agora tem mesmo de ser só aos fins-de-semana, com ele a trabalhar no escritório não dá muito tempo para nos vermos durante a semana. Só espero que me chamem na worten, é a part-time, mas já dava para juntar algum dinheiro e para me manter distraída e ocupada. Quem me dera poder parar o tempo...

Publicado por amff às 23:13
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 1 de Junho de 2006

Uma semana linda

O André veio passar cá comigo cinco dias. Foram cinco dias maravilhosos, de sábado a quarta. Estes cinco dias deram para demonstrar como seria se nós vivessemos juntos, só nós os dois, uma casa, tarefas, 24h sobre 24h. A sintonia foi óptima, não houve problemas, eu adorei. O que mais me emocionou foi ele na quarta feira á noite, já em casa dele dizer-me para sonhar connosco a viver juntos e que me ama mais a cada dia. Pode parecer normal, mas depois de tudo o que já passámos isto foi música para os meus ouvidos. A cada dia que passa tenho cada vez mais certeza de que ele é o 'tal', aquele que me faz perder a cabeça, aquele que eu sempre amarei. Nunca deixei de acreditar, mesmo nos momentos mais dificeis. O bom é que toda a maré negra passou e nós dois tivemos uma grande lição, cada um á sua maneira. Tudo está bem quando acaba bem.

Publicado por amff às 22:24
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Mais sobre mim...

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Recentes

. Mais um dia

. Não dá para acreditar

. Está dificil?

. Quem me dera poder parar ...

. Uma semana linda

. Um passo importante mas c...

. Um dia nulo

. Novamente hipnotizada

. Um sonho de noite

. A minha tristeza

.Arquivo

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

SAPO Blogs

.subscrever feeds